Pandemia não vai impedir campanha 'corpo a corpo' entre candidatos

24/09/2020

Foto: Priscila Melo/Bahia Notícias

É fato que a pandemia da Covid-19 impõe restrições e sugere a adoção de mudanças na maneira tradicional de se fazer campanha eleitoral. Mas na visão do cientista político e professor doutor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Jorge Almeida, o modus operandi eleitoral vai continuar no corriqueiro "corpo a corpo" entre os mais de mil aspirantes a uma cadeira na Câmara Municipal de Salvador (CMS) no pleito desse ano.

Almeida, que é autor do livro "Marketing político, hegemonia e contra-hegemonia", prevê que os candidatos ao Executivo poderão de alguma forma mudar as estratégias para alcançar o eleitorado, mas aqueles que desejam um lugar no Legislativo municipal vão se espalhar por andanças nos bairros e comunidades.

"Vai ter campanha corpo a corpo. Independente da consciência ou inconsciência dos candidatos em relação ao problema da pandemia, vão ter atividades amplas, individuais, especialmente na campanha de vereadores", comentou o professor, ao sinalizar que o contato pessoal é uma grande ferramente de conquista de voto.

Além de estar em maior número, os candidatos a vereador não dispõe de tempo suficiente na propaganda eleitoral na TV e no rádio. Eles também não têm tantos recursos para estratégias muito elaboradas nas redes sociais.

A internet pode ser incorporada à estratégia eleitoral, mas o especialista em marketing Giacomo Degani ressalta que "com pouco tempo de trabalho e com pouco dinheiro disponível para eleição, um candidato não consegue fazer com que a internet consiga trazer um resultado em votos".

"Aqueles candidatos que esperaram o tempo passar e vão chegar agora e ter a expectativa de fazer uma grande campanha na internet, especialmente sem investimentos maiores com verba de impulsionamento, vão enfrentar bastante dificuldade", analisou o profissional que foi o coordenador digital na campanha de Fernando Haddad (PT) à presidência da República nas eleições de 2018.

Até as 19 horas desta quarta-feira (23), o portal de divulgação de contas do tribunal Superior Eleitoral (TSE) contabilizava 1.022 cadastros de candidatos a vereador na capital baiana. Os números seguem sendo atualizados pelo órgão conforme as candidaturas vão sendo registradas.

Polícia Federal revela não ter encontrado envolvimento de Tarcísio

24/09/2020

A Polícia Federal revelou que “não existiam elementos suficientes” de envolvimento do ministro da infraestrutura Tarcísio de Freitas até o momento da instauração da Operação Circuito Fechado, que investiga um esquema de corrupção que desviou ao menos R$ 40 milhões no Dnit entre 2012 e 2018.

“Diversas medidas cautelares, como quebras de sigilo, mandados de busca e prisões foram autorizadas pela Justiça e cumpridas pela PF no decorrer da investigação que ainda prossegue”, diz a nota.

De acordo com a PF o ministro tem prestado esclarecimentos sobre as circunstâncias da assinatura do contrato pro meio de ofício. 

Por 69 a 0, AL do Rio autoriza processo do impeachment de Witzel

24/09/2020

Foto: Reprodução / Poder360

Deputados da Assembleia Legislativa do Rio aprovaram na noite desta quarta-feira (23), o prosseguimento do processo de impeachment do governador afastado, Wilson Witzel (PSC). A decisão foi tomada por unanimidade, com 69 votos a 0.

Os parlamentares abrem caminho para um possível afastamento definitivo do ex-juiz, que ainda será julgado por um tribunal misto. Witzel, já afastado temporariamente do cargo pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), é acusado de ter chefiado um esquema de desvio de recursos destinados ao combate à pandemia do novo coronavírus, segundo a Folha de São Paulo.

É a primeira vez na história do estado que a Assembleia autoriza em plenário processo contra um governador por crime de responsabilidade. Em sua defesa, nesta quarta-feira, Witzel disse que é vítima de um linchamento moral e político e que a democracia está em risco.

Após a publicação do resultado da votação no Diário Oficial, o Tribunal de Justiça do Rio será comunicado para formar o tribunal misto, composto por cinco deputados escolhidos pela Assembleia e cinco desembargadores sorteados. Essa comissão decidirá se Witzel sofrerá o impeachment.

Os cinco deputados que irão compor o tribunal devem ser definidos em votação na Assembleia na próxima terça-feira (29). A partir da notificação, o TJ-RJ terá cinco dias para sortear os cinco desembargadores que farão parte do tribunal.

Em seguida, o relator do tribunal também será definido por sorteio. Witzel será notificado e terá 15 dias para apresentar defesa.

A partir da resposta do governador afastado, o relator terá mais 10 dias para se posicionar a favor ou contra da instauração do processo no tribunal. Os demais integrantes, em seguida, também votarão pelo prosseguimento ou pelo arquivamento do caso.

Se o tribunal decidir pela instauração, o afastamento temporário de Witzel será renovado por 180 dias, enquanto o grupo analisa e julga o processo.

A sessão do julgamento de Witzel será presidida pelo presidente do TJ, responsável por decidir sobre o impeachment em caso de empate entre os membros do tribunal. A sessão na Assembleia foi aberta às 15h nesta quarta-feira (23), pelo presidente da Casa, André Ceciliano (PT). O rito definia que cada um dos 25 partidos representados na Casa poderia debater o tema por até uma hora.

Ao fim das discussões, Witzel também foi autorizado a falar por uma hora. Em seguida, teve início a votação aberta e nominal entre os parlamentares. O governador afastado é alvo de duas denúncias da PGR (Procuradoria-Geral da República) por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A PGR afirma que Witzel utilizou-se do cargo para estruturar uma organização criminosa, na qual fornecedores do estado teriam pago R$ 554.236,50 em propinas ao escritório de advocacia de sua esposa, Helena Witzel. Os investigadores sustentam que, a partir da eleição de Witzel, estruturou-se uma organização criminosa dividida em três grupos, representados por quatro empresas, que disputavam o poder no governo do estado mediante o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos.

A denúncia descreve que na área da saúde o grupo instituiu um esquema de uma espécie de “caixinha” para o pagamento dessas vantagens, principalmente por meio do direcionamento de contratações de organizações sociais e na cobrança de um “pedágio” sobre a destinação de restos a pagar aos fornecedores.

Em sua delação, o ex-secretário de Saúde Edmar Santos afirmou que os recursos desviados da Saúde iam para um caixa único e um montante de 20% era destinado a Witzel. Segundo o ex-secretário, outros 20% eram destinados ao Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC.

Uma das operações apontadas como suspeitas foi a contratação da OS (organização social) Iabas para gerir hospitais de campanha. De acordo com os investigadores, a Iabas contribuiu com a "caixinha de propina". Interceptações telefônicas e um ofício assinado pelo governador afastado são apontados pelos investigadores como indicativos de sua participação em irregularidades.

Em outubro de 2019, a UNIR Saúde —responsável pela administração de UPAs (Unidades de Pronto Atendimento)— foi proibida de fazer contratos com o poder público após constatação de irregularidades na prestação de serviços. Em março, um ofício assinado por Witzel revogou essa portaria, comprovando, segundo o Ministério Público, provável envolvimento da cúpula do Executivo fluminense.

De acordo com a investigação, a UNIR pertence ao empresário Mário Peixoto, também alvo da denúncia. A PGR suspeita que Witzel tenha revogado a portaria em troca do recebimento de propina. Segundo o Ministério Público, os empresários firmavam contratos fictícios com o escritório de advocacia de Helena Witzel, o que permitia a transferência indireta de valores pagos por empresários ao governador.

De acordo com a PGR, a organização criminosa liderada por Witzel repetiu esquema criminoso praticado pelos últimos dois governadores do estado, Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão, ambos do MDB. Ao final de agosto, o ministro Benedito Gonçalves, do STJ, ordenou que o então governador fosse afastado para cessar supostas atividades de corrupção e lavagem de dinheiro, envolvendo supostas contratações fraudulentas pelo Governo do Rio em meio à pandemia do novo coronavírus.

A Procuradoria chegou a pedir a prisão do governador, mas Gonçalves entendeu que o afastamento seria suficiente para impedir a continuidade das supostas ilicitudes. Witzel tem negado irregularidades e relacionado as investigações a um movimento nacional de perseguição a opositores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Agência da Caixa funciona neste sábado (19) em todo País

18/09/2020

A Caixa abrirá 770 agências neste sábado (19), das 8h às 12h, em todo o país, para atendimento a 9 milhões de beneficiários do auxílio emergencial e do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os beneficiários nascidos em janeiro – 3,9 milhões de pessoas – poderão sacar o auxílio emergencial em dinheiro e os trabalhadores nascidos em maio – 5,1 milhões de pessoas – poderão retirar em espécie os valores referentes ao saque emergencial do FGTS. Ao todo, os benefícios somam R$ 5,8 bilhões. A relação de agências que estarão abertas pode ser conferida no site do banco. Todas as pessoas que procurarem atendimento durante o funcionamento das agências serão atendidas. Não é preciso chegar antes do horário de abertura.

Neoenergia compra projetos de energia eólica na Bahia por R$ 80 mil.

18/09/2020

A Neonergia, que controla a Coelba, assinou contrato com a PEC Energia para compra de projetos pipeline de geração de energia eóiica na Bahia. De acordo com o jornal Valor Econômico, o negócio pode chegar a R$ 80 milhões, a serem pagos conforme marcos de desenvolvimento forem sendo atingidos. O potencial instalado do projeto é de aproximadamente 400 mW.

Os projetos estão localizados na Serra da Gameleira, Bahia, e compreendem área total de aproximadamente 7.800 hectares. O negócio, selado pela Neoenergia Renováveis, braço da Neoenergia, ainda dependente aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A companhia passou a ser titular do direito ao futuro exercício de opção de compra, junto à PEC Energia, de outros projetos eólicos na região da Serra da Gameleira. A opção de compra poderá ser exercida a critério da Neoenergia Renováveis.

Governo já desembolsou R$ 197 bilhões em auxílio emergencial

18/09/2020

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse nesta quinta-feira (17) que já foram transferidos R$ 197 bilhões em auxílio emergencial para 67,2 milhões de beneficiários do programa em todo o Brasil. Segundo ele, cerca de 45% dessas pessoas vivem nas regiões Norte e Nordeste do país.

“Desses R$ 197 bilhões, R$ 68 bilhões foram para o Nordeste e R$ 21 bilhões para a Região Norte”, destacou, durante live semanal do presidente Jair Bolsonaro transmitida pelas redes sociais. Guimarães também lembrou que as primeiras cinco parcelas do auxílio emergencial, no valor de R$ 600, foram pagas a 45 milhões de pessoas e que integrantes do Bolsa Família já começaram a receber a sexta parcela, num valor menor, de R$ 300, que corresponde ao auxílio residual.

Decreto do presidente publicado esta semana no Diário Oficial da União detalha as regras para a concessão do auxílio residual. As parcelas serão pagas apenas a quem já têm o auxílio emergencial, ou seja, trabalhadores que não são beneficiários do programa não poderão solicitar o auxílio residual.

Fux restringe casos de presos que podem ser soltos por Covid-19

16/09/2020

O presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, decidiu restringir casos em que presos podem ser soltos em função da Covid-19.

Segundo a Recomendação nº 78, assinada nesta terça-feira (15) pelo ministro, pessoas acusadas de corrupção, lavagem de dinheiro, crimes hediondos e violência doméstica não poderão ser beneficiadas com a revisão da prisão provisória ou do regime de cumprimento de pena. É o primeiro ato de Fux na presidência do CNJ, de acordo com a Agência Brasil.

A decisão do ministro restringe a Recomendação nº 62, editada em março pelo ex-presidente Dias Toffoli. A norma anterior abriu a possibilidade de soltura a todos os presos.

Ao reformular a norma, Fux justificou que o país não pode “retroceder no combate à criminalidade organizada e no enfrentamento à corrupção”. Além disso, o ministro levou em conta o aumento dos casos de violência doméstica durante a pandemia.

Pelas duas resoluções do CNJ, juízes e tribunais devem reavaliar a necessidade das prisões efetuadas para evitar a propagação do novo coronavírus nas penitenciárias. Devem ser priorizados os casos gestantes, lactantes, mães ou pessoas responsáveis por criança de até 12 anos, idosos, indígenas, pessoas deficientes ou que se enquadrem no grupo de risco.

Bahia atinge metas do Ideb 2019,desempenho no ensino médio fica abaixo

16/09/2020

Foto: Elói Corrêa/GOVBA

Apesar de a Bahia superar as metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019 para os primeiros anos do ensino fundamental (1° ao 5° ano), o desempenho ficou abaixo do esperado na faixa do 6º ao 9º ano do mesmo ciclo e do ensino médio. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (15). Nacionalmente, os números do Ideb 2019 também mostraram que o nível de qualidade do ensino médio brasileiro continua abaixo do esperado pelo Ministério da Educação (MEC). Embora tenha havido avanços em relação a 2017, o país não atinge a meta nessa etapa de ensino desde 2013.

O Ideb vai de 0 a 10 e leva em conta dois fatores: quantos alunos passam de ano e qual o desempenho deles em português e em matemática. Na Bahia, a meta para o ensino médio em 2019 era de 4,5, somando o desempenho de escolas públicas e particulares. O estado obteve 3,5, um crescimento de 18,5%, ficando atrás apenas do Paraná. No entanto, mesmo com o bom crescimento, quando comparado com os outros estados, a média da Bahia foi maior apenas que a do Pará e Amapá no ranking. O estado não atinge as metas para o ensino médio desde 2011. Leia mais no G1

​Hassan Iossef é empossado como prefeito interino de Jequié na Câmara

16/09/2020

Hassan Iossef volta a assumir a Prefeitura. Foto: Emanuel Jr.

Em Sessão de Posse, conduzida pelo presidente da Câmara de Jequié, vereador Emanuel Campos Silva – Tinho -, na tarde desta terça-feira (15), o prefeito interino, Hassan Iossef, assumiu o cargo de prefeito municipal de Jequié, em substituição ao titular, Sérgio da Gameleira, que foi afastado temporariamente da função por decisão do Tribunal Regional Federal 1ª Região (TRF1).

O ato contou com a presença dos vereadores Tinho, Joaquim Caíres, Reges Pereira da Silva, Laninha, Gutinha, Soldado Gilvan, Colorido, Adriano Guião, Roque Silva, Beto de Lalá e Ivan do Leite.

Após as formalidades de praxes, foi franqueada à palavra ao prefeito interino. Hassan Iossef falou do desafio de conduzir a Prefeitura nos próximos dias a garantiu que não faltará empenho no sentido de adotar as necessárias medidas austeras para buscar o equilíbrio financeiro mínimo para honrar compromissos inadiáveis.

O titular foi afastado, pelo prazo de 60 dias, enquanto sequem as investigações das denúncias feitas pelos vereadores da bancada de oposição de fraudes em licitações e desvios de verbas públicas, especialmente no que diz respeito a contratação de uma ”Cooperativa” responsável pela contratação de mão de obra terceirizada. *blog Marcos Frham

​Na Bahia, 102 policiais civis se afastaram para disputar eleições 202

06/09/2020

Foto: Reprodução

Um levantamento feito pelo jornal O Globo revelou que a Bahia é o segundo estado com o maior número de policiais civis que se afastaram para disputar as eleições municipais em 2020. São 102 no total. Em 2016 foram 92. De acordo reportagem publicada neste domingo (6), no Brasil, ao menos 2.239 policiais e militares vão disputar cargos de prefeito, vice-prefeito ou vereador nas eleições deste ano. Policiais militares e membros das Forças Armadas podem pedir afastamento até o dia 26 de setembro, quando se encerram o prazo para registro das candidaturas. Em nível nacional, 1.039 policiais civis já confirmaram participação na campanha eleitoral deste ano. De acordo com a reportagem, o quantitativo supera 2016, quando foram 1.025.

Aplicativos


 Locutor no Ar

Automático

RELESE MOMENTS - ROMANTICO

12:00 - 14:00

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

Melin

Eu Feat. Você

02.

Harry Styles

Watermelon Sugar

03.

Ivete Sangalo, Tom Kray

Não Me Olha Assim

04.

Justin Bieber

"Yummy"

05.

Dilsinho & Luísa Sonza

Não Vai Embora

Anunciantes